São José recebe o líder em Guará

O São José terá uma partida das mais interessantes, nesta sexta-feira, pelo Paulista da Segunda (4ª) Divisão, pois enfrentará o líder do grupo e pela primeira vez contará com a formação armada na pré-temporada. O jogo contra o Mauaense, às 15h, será em Guaratinguetá, por causa de uma punição imposta no ano passado.

No Grupo 4 que tem sete times disputando quatro vagas em turno e returno, São José e Grêmio Mauaense foram os dois únicos que venceram na rodada de abertura. Os joseenses fizeram 2 a 0 como visitantes do União de Mogi das Cruzes e os mauaense, recebendo o Manthiqueira de Guaratinguetá, viraram o placar para 3 a 1.

Na segunda rodada, quando deveria ter recebido o Jabaquara de Santos no Martins Pereira, o São José teve que utilizar o estádio de Guaratinguetá. Na Série A-3 do ano passado, por causa de uma briga de integrantes da torcida Mancha Azul com alguns torcedores visitantes do Flamengo de Guarulhos, um julgamento gerou uma punição com perda de dois mandos de campo.

No estádio Dario Rodrigues Leite, com menos de 60 torcedores pagantes, o time joseense não saiu do 0 a 0 com o Jabaquara. O Mauense, visitando um então estreante Atlético Mogi das Cruzes, venceu por 2 a 0 e assumiu a liderança isolada do grupo.

Como o Guaratinguetá desistiu do campeonato com a tabela já divulgada, o São José ficou sem adversário na terceira rodada, folgando. O Mauaense, recebendo o Real Cubatense, aplicou uma goleada por 6 a 0 e disparou na ponta.

Agora, pela quarta rodada, o São José pagará o segundo jogo da suspensão, perdendo a chance de um bom publico no Martins Pereira. No entanto, terá a oportunidade de ultrapassar o Mauaense no índice de aproveitamento, pois com uma vitória continuaria com dois pontos perdidos e deixaria o atual líder com três.

Entre os 29 times dos quatro grupos do campeonato, a partida também envolverá o ataque mais eficiente contra uma das três melhores defesas. O Mauaense já marcou 11 gols e somente o Elosport de Capão Bonito está próximo, com 10. E além do São José, apenas o José Bonifácio e o Primavera de Indaiatuba não sofreram gol.

“Aprendi que um time deve ser montado da defesa para o ataque. Com o sistema defensivo funcionando, o ofensivo vai crescendo com o decorrer das partidas”, disse José Francisco Oliveira, o técnico do São José.

Os times

Com os atacantes Brener e Marlon liberados, porque aguardavam documentação regularizada, o técnico Oliveira terá a primeira oportunidade de armar o time no 4-4-2 e desarmando o 4-5-1. Brener reassumirá o lugar deixado para o volante Renan Casemiro. O zagueiro Lucas Carioca segue afastado, recuperando-se de uma virose.

Com a única mudança prevista, a escalação joseense tem: Robert; Léo Félix, Josué, Kazu e Maicon; Bruno, Anderson, Victor Feijão e Matheus Carioca; Ruero e Brener.

O Mauaense, do técnico Flávio Borelli, nos 6 a 0 sobre o Real Cubatense entrou com a seguinte escalação: Valdemar; Samuel, Ronaldo, Gabriel e Jéferson; Léo, Rafael, Nícolas e Alemão; Rodrigo e Felipe.

O árbitro será Antônio Carlos de Sousa Júnior, com os assistentes Hélio Antônio Salvia de Sá e Leandro Alves de Souza. A quarta árbitra: Adeli Mara Monteiro.

 

 

Comments

comments