Joseenses do MMT trabalham firmes

Animada com os bons resultados alcançados na maior feira de fitness da América Latina, a equipe joseense Arena235 agora treina para o Monstar Games, em outubro, no Rio. Simultaneamente, pesquisas são feitas.

Confira no material enviado por Bruna Dutra, da assessoria de Imprensa da equipe.

Os praticantes de MMT (Modalidades Mistas de Treinamento), que treinam em ambientes que permitem aliar ciência, condicionamento físico, nutrição saudável e vida em comunidade têm alcançado inúmeros benefícios – entre eles, uma melhora na saúde física e no desempenho atlético.

“É importante que o treino ocorra em um centro de treinamento que possibilite em um mesmo espaço desenvolver a ciência do esporte, realizar fisioterapia, adotar uma nutrição saudável e até mesmo, ampliar a vida em comunidade, de modo a propiciar uma experiência que estimule a saúde física e mental”, comentou o pesquisador Osmar Pinto Neto, que tem pós-doutorado em biomecânica do esporte pela Texas A&M University e University of Florida.

E o resultado veio: cerca de 40 atletas da Arena235, em São José dos Campos, São Paulo, mostraram na prática os benefícios deste conceito de treinamento após conquistarem sete pódios no MMT Games, campeonato de modalidades mistas, parte da programação do Arnold Classic South America, maior feira de fitness da América Latina.

A competição ocorreu nos dias 21 e 22 de abril, na cidade de São Paulo, e reuniu cerca de 450 atletas de diversas regiões do Brasil para testar habilidades de força e resistência em provas de remo indoor, levantamento de peso olímpico, entre outras.

A próxima

Agora, em clima de preparação para outro grande campeonato, o Monstar Games, que acontecerá em outubro, no Rio de Janeiro, os praticantes de MMT seguem na rotina de treinos e também contribuem para o desenvolvimento de pesquisas.

Como exemplo, um estudo realizado pela academia em 2017, com cerca de 100 voluntários, comprovou a redução significativa de percentual de gordura corporal como um dos benefícios da prática para a saúde física. Os praticantes de MMT perdem, em média, 1% no percentual de gordura corporal em apenas um mês de treinamento, em alguns casos chegando a uma perda de até 5% em um mês.

Devido à intensidade da modalidade, outros estudos foram conduzidos no sentido de assegurar a saúde cardiovascular durante os treinos, tal como a tese de doutorado “Efeitos do treinamento de modalidades mistas na resposta autonômica cardiovascular em adultos treinados”, orientada por Osmar Pinto Neto e publicada no final de 2016.

A equipe da academia, sob a coordenação do pesquisador, utiliza ainda câmeras de alta velocidade para analisar a biomecânica por traz de cada exercício de força, resistência ou levantamento de peso olímpico de modo a melhorar o desempenho e evitar lesões.

“A ciência do esporte pode ser uma grande aliada dos atletas ao analisar com câmeras de alta velocidade a biomecânica por traz de cada exercício de pliometria (que busca a máxima utilização dos músculos em movimentos rápidos e de explosão) ou calistenia (que utiliza apenas a força do próprio corpo)”, ressaltou Neto.

Outras modalidades

Outras modalidades

A melhora no desempenho de atletas, profissionais da área de proteção de vidas e pessoas comuns também têm sido analisada. Tanto atletas de MMT, quanto atletas de outras modalidades, como, por exemplo, a equipe de basquete feminino de São José dos Campos, tem melhorado a performance e o condicionamento físico geral com os treinos de MMT. Pessoas comuns também têm melhorado significativamente o desempenho em exercícios básicos, após alguns meses de treinamento.

Alissa Prati é um exemplo de alguém que levava uma vida sedentária e há quatro anos começou a treinar aplicando o conceito de multidisciplinariedade e multimodalidade em seu dia a dia. No final de 2016, a transformação ficou evidente ao se tornar campeã do Campeonato de Levantamento de Peso Olímpico Gaúcho. Ela também competiu ao lado de Ivan Terra na edição de 2017 do Arnold Classic MMT Games na categoria RX, considerada a principal do MMT Games.

“Ter um ambiente em que a alimentação é adequada, o cuidado com a saúde e com o desempenho físico acontece a cada movimento e onde é possível treinar lado a lado com bombeiros, ou atletas de outras modalidades, faz com que possamos valorizar o esporte e a importância de representar a nossa comunidade”, comentou Alissa.

Comments

comments