São José perde a invencibilidade

O Real Cubatense fez a festa que a torcida do São José queria no jogo deste sábado à noite no Martins Pereira. Jogando mal, o time joseense foi derrotado por 3 a 1 e além de perder a invencibilidade no Campeonato Paulista da Segunda (4ª) Divisão, deixou passar a primeira chance de assumir a liderança isolada do grupo.

Mesmo fora de casa, o Real Cubatense partiu para o ataque e manteve as ações equilibradas nos primeiros minutos. Aos poucos, foi conquistando um tempo maior de posse de bola, ganhando os rebotes e criando um volume de jogo ofensivo. O São José, sem articulação no meio de campo, vivia de passes longos e aprofundados, quase todos anulados por impedimento.

A ousadia positiva do visitante foi recompensada com a abertura do placar. Aos 34 minutos, em um falta levantada da esquerda, o Robert falhou ao tentar socar a bola e a arbitragem viu o atacante Raphael como o último a desviar para dentro do gol.

Os jogadores joseenses sentiram o golpe e quase levaram o segundo gol. Aos 42, a zaga não afastou e o meia Samuel, livre, chutou para fora ao tentar mandar no canto esquerdo e bem além do alcance do goleiro.

Como se esperava, o São José voltou do intervalo pressionando o adversário. No entanto, quando encontrava espaços, não conseguia a precisão necessária. A bola queimava nos pés de alguns jogadores, provavelmente pressionados pelas dificuldades da partida e a esperança de 1.028 pagantes que foram ver o primeiro jogo da equipe no Martins Pereira.

Para complicar, aos 11 minutos, uma bola sobrou na entrada da área joseense e o meia Marco Aurélio, com tempo e espaço para arriscar um chute, fez um golaço ao acertar o ângulo direito e ampliar para 2 a 0.

Mesmo sem jogar bem, o São José continuou lutando e renovou as esperanças quando finalmente conseguiu fazer um gol, aos 42 minutos. O meia Feijão cobrou um escanteio da direita, o zagueiro Cazu cabeceou desviando na primeira trave, o goleiro rebateu no reflexo e o zagueiro Josué aproveitou a sobra na entrada da pequena área.

Sem alternativa, o São José tentou aproveitar os minutos finais para alcançar um empate e deixou a defesa desarrumada. Aos 45, em um contragolpe, o atacante foi parar na frente do goleiro e finalizou com correção, fechando o placar em 3 a 1.

Com 10 pontos, o São José permaneceu a dois do líder Manthiqueira, que folga na rodada. E no próximo sábado (20) visitará justamente a equipe de Guaratinguetá.

Os times

O São José, do técnico José Francisco Oliveira, atuou com: Robert; Léo Félix, Josué, Cazu e Paulinho Graça; Bruno, Anderson (Renan Casemiro 33´/2º), Gustavo (Marlon 13´/2º) e Victor Feijão; Matheus Rebé e Ruero.

O Real Cubatense, do técnico Gadyego Ramos: Matheus Dellamonica; Matheus Henrique, Caio, Alef e Vinícius Galan; Cléverton, Marco Aurélio, Kaká (Saraiva 44´/2º) e Samuel (Gabriel Carvalho 15´/2º); Jeferson e Raphael (Palela 31´/2º).

O árbitro foi Renan Carvalho de Faria, com os assistentes Luís Felipe Prado Silva e Hélio Antônio Salvia de Sá. O quarto árbitro: Wander Escardine.

 

Comments

comments