Home / Destaque / Rugby teve o Clássico do Vale
Marcação jacareiense sobre o time joseense (Foto: Adriano Matos/Jacareí Rugby)

Rugby teve o Clássico do Vale

No Clássico do Vale pelo Campeonato Paulista de Rugby, São José e Jacareí empataram por 19 a 19 no sábado à tarde e nenhum dos dois conseguiu antecipar classificação às semifinais. Ambos ainda dependerão dos resultados da última rodada.

O Departamento de Comunicação da Federação Paulista de Rugby apresentou o seguinte material sobre a movimentação do campeonato.

A penúltima rodada da fase de classificação do Paulista A revelou o primeiro finalista e deixou muita expectativa para o encerramento, com quatro times lutando pelas três vagas remanescentes. Na ponta de baixo, nada definido ainda, quanto ao time que vai cair e o penúltimo que terá um jogo de repescagem e permanência.

Jogando em casa, a Poli mostrou porque é a melhor equipe da competição e venceu o Band Saracens, chegando à sexta vitória seguida. O início foi favorável aos visitantes, que abriram o placar no primeiro minuto de jogo, mas rapidamente os Politécnicos nivelaram a partida e aproveitaram suas chances e os muitos erros do adversário para terminar o primeiro tempo em vantagem. O início arrasador no segundo tempo selou a partida e a tardia reação bandeirantina não foi suficiente para virar.

Além da classificação, a Poli assegurou o primeiro lugar, beneficiado pelo empate entre São José e Jacareí. Com isso, a equipe decidirá os jogos em casa nas finais.

Na próxima rodada, a Poli enfrenta o Jacareí fora de casa, em partida que ganhou ares de decisão para os Jacarés. O Band recebe o São José precisando da vitória a qualquer custo.

Em São José dos Campos

O clássico do Vale fez jus à fama, com um jogo duríssimo entre as equipes, aumentando a cada ano a rivalidade dos clubes de cidades vizinhas. A partida começou muito movimentada com try do São José logo aos cinco minutos, respondido com chute certeiro de Helder, em dia inspirado nos chutes. Mas do outro lado, Marcos Saccomanno também garantiu pontos preciosos por meio de penais, deixando os donos da casa com uma pequena liderança ao fim do primeiro tempo.

O equilíbrio se manteve na etapa final, com a alternância nos chutes mantendo a vantagem do lado joseense, até que Bruno Garcia entrou assumiu o protagonismo e anotou um penal no último lance do jogo, definindo o empate.

O resultado manteve as duas equipes na zona de classificação, mas não foi suficiente para levar as equipes para a próxima fase. Pior, manteve ambos ao alcance do Band Saracens, adversário final dos joseenses na próxima fase e uma derrota pode tirar as equipes das semifinais. O Jacareí jogará em casa contra a Poli, melhor equipe da competição até aqui.

A Arena Paulista de Rugby recebeu um duelo e vida ou morte para Pasteur e SPAC, uma nova derrota para qualquer um dos lados significaria a eliminação prematura.

Em pior situação, o Pasteur tomou as primeiras iniciativas ofensivas, perdendo a chance de abrir o placar com uma penalidade desperdiçada, mas anotando um try com Pedro di Pilla aos oito minutos. A reação dos britânicos foi imediata, com Raj colocando os alvicelestes na liderança com dois penais e uma coversão, além do try de Pedro Rosa no fim do primeiro tempo.

A pequena diferença se manteve no segundo tempo, com cada try dos Galos sendo respondido à mesma altura pelo SPAC que selou a vitória com um último try no final.

A vitória recoloca o SPAC no G4 e deixa a equipe muito perto da vaga, pois seu último confronto diante do São Carlos será teoricamente mais fácil que o de seus adversários diretos pela vaga. O Pasteur dá adeus à competição, e ainda pode cair para a repescagem em caso de derrota para o Rio Branco na rodada decisiva.

No duelo dos desesperados, o Rio Branco foi até São Carlos e venceu pela primeira vez na competição, um triunfo que pode significar a permanência do clube na elite paulista em 2018.

Os Pelicanos começaram bem, abrindo 8 a 0 no primeiro tempo, mas os donos da casa reagiram com maestria e abriram nove pontos de vantagem na etapa final. Contudo, o ataque do Rio Branco mostrou agressividade e anotou três tries em menos de dez minutos, garantindo a vitória para clube da capital.

Apesar da derrota, o São Carlos saiu com um ponto de bonificação por anotar quatro tries na partida e ainda tem esperanças remotas de permanecer na elite no próximo ano, mas precisa vencer o tradicional SPAC e contar um tropeço do Rio Branco na última rodada.

Jogos e classificação

Resultados da 6ª rodada

São José 19 x 19 Jacareí
Poli 32 X 19 Band Saracens
São Carlos 18 X 30 Rio Branco
Pasteur 15 X 25 SPAC

A classificação

Valendo quatro vagas na semifinal (1º x 4º e 2º x 3º), a classificação está assim: 1º – Poli (28 pontos); 2º – São José (21); 3º – Jacareí (20); 4º – SPAC (18); 5º – Band Saracens (17); 6º – Pasteur (10); 7º – Rio Branco (5) e 8º – São Carlos (1).

A 7ª e última rodada

Sábado (20/5) às 15h

Band Saracens x São José
Jacareí x Poli
SPAC x São Carlos
Rio Branco x Pasteur

O sistema de pontuação no campeonato é o seguinte:

Comments

comments

Confira Também!

Taubaté Handebol busca o penta do Pan

O Handebol Taubaté viajou nesta terça-feira para a Argentina, onde será a grande atração da …