Manthiqueira vira sobre o São José

A primeira partida da história entre o Manthiqueira e o São José ficará marcada por uma virada no placar. Os joseenses dominaram o jogo, mas não tiveram competência para ampliar uma vantagem de 1 a 0. No final, fazendo dois gols em dois minutos, a equipe de Guaratinguetá festejou muito com a torcida e os visitantes saíram reclamando da arbitragem.

O resultado do jogo da tarde deste sábado, que atraiu um público razoável ao estádio Dario Rodrigues Leite, deixou o Manthiqueira como líder disparado do Grupo 4 do Paulista da Segunda (4ª) Divisão. E no fechamento do primeiro turno, fez o São José descer da segunda para a terceira colocação.

Mesmo fora de casa, o São José começou no ataque e rapidamente percebeu que a defesa do Manthiqueira não fazia uma boa marcação. E na terceira investida, aos 6 minutos, o time joseense abriu o placar. O atacante Ruero sentiu que uma infiltração pela meia direita poderia render um bom passe. E quando a bola chegou, chutou cruzado, por baixo e com devida força para também vencer a desesperada ação do lateral direito Guilherme Cururu, que tentou salvar em cima da risca.

O Manthiqueira sentiu a desvantagem e mesmo quando conseguia criar um volume de jogo ofensivo, não exigia defesas do goleiro Robert. No outro lado do campo, o São José foi desperdiçando inúmeras oportunidades para fazer um segundo gol e praticamente liquidar o adversário.

Aos 41 minutos, na área joseense, uma bola estava ainda descendo quado houve um raspão entre o lateral visitante Anderson Júnior e o atacante Giovani. O árbitro Renan Carvalho de Faria interpretou como pênalti e irritou os joseenses. Tranquilo na cobrança, o zagueiro Léo Turbo mandou no canto direito, rasteiro e além do alcance do goleiro.

Com o alívio do empate e a torcida inflamada, o Manthiqueira apertou a marcação em um saída de jogo do São José, aos 44 minutos. O goleiro Robert errou o passe e deu um presente para o atacante Pedrinho chutar da entrada da área, da meia esquerda e acertar o canto direito, fazendo 2 a 1.

Nos cinco minutos de acréscimos, a tensão provocou confusões e expulsões de dois jogadores que estavam advertidos com cartão amarelo. Pedrinho foi o primeiro e o meia joseense Matheus Carioca, o segundo.

Os times

O Manthiqueira, do técnico Damaceno Fidélis, atuou com: Adalberto; Guilherme Cururu, Felipe Gomes (Fábio – intervalo), Léo Turbo e Luciano Pit; Lucas Xandão, Dener, Kleber e Gustavo Herique (Felipe Garcia 32´/2º); Pedrinho e Lucas Batata (Giovani 20´/2º).

O São José, do técnico José Francisco Oliveira: Robert; Léo Félix (Anderson Júnior 29´/1º), Josué, Cazu e Paulinho Graça; Bruno, Anderson, Matheus Carioca e Victor Feijão (Sydney 32´/2º); Ruero e Matheus Rebé (Gustavo 10´/2º).

O árbitro foi Humberto José Júnior, com os assistentes Luiz Fernando de Morais e Ricardo Luís Bruzzi. O quarto árbitro: Carlos Eduardo Gomes.

Jogos e classificação

Os outros dois jogos do Grupo 4 também foram realizados na tarde deste sábado. O Jabaquara de Santos foi visitar o Atlético Mogi das Cruzes e venceu por 3 a 1. Em Santos, Real Cubatense e União de Mogi das Cruzes ficaram no 0 a 0.

O Grupo 4, de sete times se enfrentando em turno e returno, disputando quatro vagas, a classificação ficou assim: 1º – Manthiqueira (15 pontos); 2º – Mauaense e São José (10 pontos e 6 a 3 no saldo de gols); 4º – Real Cubatense (8); 5º – Jabaquara (7); 6º – União Mogi (6) e 7º – Atlético Mogi (1).

A oitava rodada, abrindo o returno, começará no próximo sábado com duas partidas: Manthiqueira x Mauaense (15) e São José x União Mogi (19h30). No domingo: Real Cubatense x Jabaquara.

Comments

comments