Handebol Taubaté vence argentinos

Na busca do quinto título do Pan-Americano de Clubes, o Taubaté novamente correspondeu. Enfrentando um dos times argentinos que também entraram no torneio pensando no título, ganhou de forma incontestável.

Confira no material enviado por Ronaldo Casarin, assessor de Imprensa do time taubateano.

O Handebol Taubaté deu as cartas e mostrou a que veio no Campeonato Pan-Americano de Clubes de Handebol, que está sendo disputado na Argentina. Na noite desta quinta-feira, 25, os taubateanos entraram em quadra pela segunda rodada do torneio, e golearam o Villa Ballester, donos da casa.

A vitória por 35 a 18 reforçou o favoritismo do Taubaté na competição, e confirmou que a defesa forte e o conjunto são os pontos fortes da equipe do Vale do Paraíba. O resultado confirma o Taubaté na liderança do campeonato, ao lado de Pinheiros e Universidad Luján (ARG), todos com quatro pontos conquistados em duas vitórias cada. Os taubateanos têm melhor saldo de gols, por isso estão na frente.

O jogo

Os primeiros cinco minutos foram de defesas muito fortes de ambos os lados e poucos gols. Os goleiros apareceram bem, e pelo lado taubateano Rick fez defesas importantes.

O Villa Ballester apostou em uma defesa adiantada, chegando a atuar na marcação homem e homem em alguns momentos. No entanto, o Taubaté esteve melhor a todo momento e sempre à frente no placar.

A partida teve uma primeira etapa de marcação bem forte por parte das duas equipes, e cada uma recebeu uma exclusão por dois minutos. No ataque do Taubaté, destaque para a boa atuação do pivô Vinicius Teixeira, em especial nas jogadas “um contra um” bem sucedidas diante da defesa argentina.

Na metade do primeiro tempo, o Taubaté vencia por 8 a 4 e seguia impondo seu ritmo de jogo, com a defesa bem postada e o ataque convertendo bem as bolas. Denys Barros esteve bem nos tiros de longa distância, mas as jogadas pelas pontas foram as que melhor funcionaram para os taubateanos. Wesley Freitas, Rafael Hidalgo e Cleryston tiveram eficiência bem alta e converteram a maioria dos gols do time na primeira etapa.

O Villa Ballester acabou errando muito, contabilizando 15 passes errados e sete arremessos errados. Com isso, o Taubaté abriu boa vantagem, e nos minutos finais do primeiro tempo se aproveitou de uma sucessão de erros do adversário e terminou em ampla vantagem de 18 a 09.

Confirmando

Confirmando

No segundo tempo, o Villa Ballester voltou apostando numa marcação pressão, por vezes individual, mas sem grande efetividade. Fisicamente mais inteiro, o Taubaté continuou ditando o ritmo da partida, e encaixando bem as bolas de contra-ataque.

A vantagem foi se ampliando e o domínio taubateano foi claro durante todo o período complementar. Defesa bem firme e compacta facilitaram a vida do goleiro Michael Bravet, que teve aproveitamento alto ao longo do segundo tempo. O técnico Marcus Tatá aproveitou para, mais uma vez, utilizar todos os jogadores do banco ao longo do jogo.

Nos 10 minutos finais, mesmo com 15 gols de vantagem, o Taubaté adiantou a marcação para forçar erros do adversário e ampliar o marcador. Final de partida, Taubaté 35×18 Villa Ballester.

O Taubaté volta à quadra pela terceira rodada do Pan nesta sexta-feira, 26, quando encara o Colegio Alemán, do Uruguai. A partida será a primeira do dia, e começa às 14h45 (horário de Brasília).

O jogo será transmitido via internet, no link: https://www.youtube.com/watch?v=Y_JdmL22z4U

Comments

comments