Taubaté passa mais um jogo sem fazer gol

O Taubaté entrou no returno da Copa Paulista enfrentando os mesmos problemas. O time não consegue fazer gols e acaba amargando resultados negativos. Na manhã deste domingo, visitando o Juventus, em São Paulo, perdeu por 1 a 0 e completou seis partidas sem vitória. Consequentemente, desceu da antepenúltima para a penúltima posição no grupo.

A escalação taubateana apresentou duas novidades. O versátil volante Rodrigo Soares, que passou quase seis meses afastado por contusão grave, reapareceu e foi bem.  O goleiro Yuri ganhou a primeira oportunidade no lugar de Célio Gabriel e não comprometeu.

Rodrigo Soares entrou no lugar do contundido lateral direito Tinga e o volante Jean passou à lateral. O atacante Jô, que estreou no decorrer da partida anterior, começou no lugar de William José. O volante Cléber, contundido e o zagueiro Éder, suspenso por terceiro cartão amarelo, também foram desfalques.

Colocando a bola no chão e atacando desde os movimentos iniciais, o Taubaté foi melhor no primeiro tempo. No entanto, voltou a apresentar a sua maior deficiência, a falta de contundência nas ações ofensivas.

O Juventus, também pressionado pela fraca campanha, tentou equilibrar as ações colocando intensidade nas divididas e abusando das faltas. Todavia, quando conseguia a bola, não tinha capacidade suficiente para impor a condição de local e desenvolver articulações.

Gol negado

Aos 42 minutos, o Taubaté chegou a encontrar o caminho do gol. Pela direita, Léo Aquino passou pelo lateral Marcelinho e cruzou. Gabriel fechou e concluiu com a cabeça. No entanto, a arbitragem já havia marcado um impedimento que não ficou claro.

No segundo tempo, logo no primeiro minuto, o expediente de muitas faltas do Juventus tirou o meia Hugo de campo, substituído por contusão. E quando o Taubaté procurava criar um volume de jogo ofensivo, o time da casa abriu o placar. Aos 4, o atacante Deivide fez boa jogada individual pela esquerda, escapou de Luiz Matheus e finalizou com um chute bem colocado.

Em desvantagem, o Taubaté foi à frente, mas quando escapava das faltas dos juventinos, não encontrava a lucidez e a precisão necessárias nas conclusões. Assim, amargou mais um resultado negativo e com apenas três gols marcados em oito jogos.

Jogos e classificação

A primeira rodada do returno começou no sábado à tarde. O Nacional de São Paulo recebeu o Água Santa de Diadema e venceu por 1 a 0. O Santos-B também jogou em casa e venceu marcando 2 a 1 no São Caetano. No outro jogo da manhã deste domingo, Portuguesa Santista e Portuguesa empataram por 1 a 1.

A classificação do Grupo 3, que depois de 14 rodadas qualificará os quatro melhores à segunda fase, ficou com a seguinte pontuação: 1º) São Caetano – 15; 2º) Nacional, Portuguesa e Água Santa – 14; 5º) Santos-B – 13; 6º) Juventus – 9; 7º) Taubaté – 6 e 8º) Portuguesa Santista – 3.

A nona rodada começará no próximo sábado, dia 19, com três partidas: Taubaté x Santos-B (19h), São Caetano x Portuguesa Santista (16h) e Água Santa x Juventus (15h). No domingo, dia 20: Portuguesa x Nacional (16h).

Os times

Os times

O Taubaté, do técnico Alexandre Ferreira: Yuri; Jean, Luiz Matheus, Guilherme e Paulo Henrique; Alan Mota, Rodrigo Soares (Lucas Grossi 41´/2º), Hugo (Chuck 1´/2º) e Léo Aquino; Gabriel e Jô (William José 34´/2º)

O Juventus, do técnico Edilson Chiari: Paulo Vitor; Douglas, Vinícius Gomes, Camacho e Marcelinho; Matheus, Baroni (Milton Júnior 32´/2º) e Jô; Cesinha (Dener 22´/2º), Lucas Brasil (Vanlilo 35´/2º) e Deivide.

O árbitro foi Leonardo Ferreira Lima, com os assistentes Risser Jarussi Corrêa e João Petrúcio Marimônio de Jesus dos Santos. O quarto árbitro: Rogério Adalberto da Silva.

Na foto (de TV Mycujoo/Reprodução), Deivide fazendo gol que decidiu a partida na Rua Javari.

Comments

comments