Taubaté joga pela última vez na Copa Paulista

O Taubaté fecha neste domingo a sua fraca participação na Copa Paulista. Com apenas duas vitórias em 13 partidas disputadas, jogará a última e novamente cumprindo tabela. Às 10h, no Joaquinzão, recebe o Nacional de São Paulo que ainda tem chances de classificação, mas dependendo de tropeços de concorrentes.

Quando inscreveu o time para participar da não obrigatória Copa Paulista, a diretoria do Taubaté avisou que a competição seria levada como um laboratório para o Paulista da Série A-2 do ano que vem. Uma oportunidade para o novo técnico Alexandre Ferreira conhecer e testar jogadores.

Em um grupo com sete concorrentes para jogos de turno e returno valendo quatro vagas, o Taubaté não conseguiu competir com os melhores. Na classificação, o time saiu da 13ª e penúltima rodada ocupando a sétima e penúltima colocação. Todavia, no campo, encarou a líder Portuguesa no estádio do Canindé e voltou de São Paulo com um justo empate por 2 a 2.

Agora, com todos os jogos da última rodada programados para as 10h deste domingo, o Taubaté terá a chance de deixar os seus números finais menos ruins. Até o momento, são duas vitórias, quatro empates, sete derrotas, 10 gols marcados e 17 gols sofridos.

A classificação do Grupo 3 está assim: 1º) Portuguesa – 24 pontos; 2º) São Caetano – 23; 3º) Água Santa – 22; 4º) Santos-B – 21; 5º) Nacional – 20; 6º) Juventus – 14; 7º) Taubaté – 10 e 8º) Portuguesa Santista – 4.

A última rodada tem os seguintes jogos: Taubaté x Nacional, Água Santa x Portuguesa, São Caetano x Juventus e Santos-B x Portuguesa Santista.

As equipes

As equipes

O Taubaté poderá ter a volta do zagueiro Luiz Matheus, após suspensão por terceiro cartão amarelo. O versátil lateral esquerdo Rodrigo Soares, contundido, não tem o retorno confirmado.

O técnico Alexandre Ferreira não antecipou a escalação do Taubaté. Contra a Portuguesa, a formação contou com: Yuri; Jean, Luiz Matheus, Éder e Wellington Carioca; Gutierrez, Alan Mota, Tinga e Léo Aquino (Gabriel); Chuck (Cléber) e Jô (Lucas Grossi).

O Nacional escapou do risco de eliminação antecipada e vai tentar manter o embalo depois de uma vitória por 2 a 0 sobre o São Caetano. O time é dirigido pelo técnico Betinho, um ex-meia-atacante que no final dos anos 80 surgiu no Juventus e passou por alguns times de elite como Palmeiras e Cruzeiro.

No sábado passado, atuou com a seguinte formação: Thiago; Cunha (Francisco), Luis Henrique, Diego Chiclete e Ewerton; Ewerton César, Negueba (Jadson), Caio (Marcelo) e Emerson Mi; Laércio e Thiago.

O árbitro será Kleber Canto dos Santos, com os assistentes Patrick André Bardauil e Ítalo Magno de Paula Andrade. O quarto árbitro: Givaldo Alves dos Santos.

Como ocorreu na mais recente partida em casa, contra a Portuguesa Santista, o portão principal do Joaquinzão ficará fechado à arquibancada geral. O acesso será somente pelo portão lateral,  da arquibancada social e com o ingresso custando R$ 10. O setor de cadeira terá o preço de R$ 30. Estudantes, aposentados e professores da rede pública têm direito à meia-entrada.

Na foto (de Bola Paulista/Reprodução), o Taubaté que visitou a Portuguesa no Canindé.

Comments

comments