Taubaté Vôlei tem estreia amarga na Superliga

A estreia do Taubaté Vôlei na Superliga terminou com um resultado amargo. Visitando o Sesc-Rio de Janeiro no jogo que abriu o campeonato na tarde deste sábado, perdeu por 3 a 1. Agora, tentará pontuar na primeira partida em casa, no dia 21, também em sábado, às 19h, contra o paranaense Maringá.

Com o calor forte do início da tarde e vários torcedores ainda chegando no tradicional ginásio do Tijuca, o Sesc começou animado em seus primeiros movimentos como novo participante da Superliga. O Taubaté, sem a mesma intensidade, viu o adversário deslanchar em um 7-2.

O técnico Daniel Castellani pediu tempo para conversar com os jogadores e mesmo perdendo momentaneamente o central Otávio, contundido no ombro,  ajudou na reação do time. O Taubaté encostou em um 17-18, deixando a impressão de que iria engrenar.

No entanto, o time do Rio de Janeiro não se deixou levar pela ameaça dos visitantes e abriu uma excelente vantagem de 24-20. Assim, pôde assimilar um 22-24 antes de fechar com um 25-22.

Minutos antes, uma queda de energia elétrica deixou o ginásio sem luz e o jogo interrompido durante quase meia hora. O Sesc vencia por 23-20.

Quando uma postura diferente deveria marcar o Taubaté no início do segundo set, quase nada mudou. O Sesc continuou com o controle das ações e um 7-15 levou os taubateanos a um pedido de tempo e com cobranças entre os próprios jogadores. Faltava concentração em alguns lances cruciais.

Assim como no primeiro set, o Taubaté encostou no placar em um 15-17, mas não prolongou a reação de acordo com as necessidades. Confiante e jogando bem, o Sesc disparou em um 23-17 e totalizou um 25-19.

Correndo o risco de perder a partida no terceiro set, o Taubaté ficou em vantagem durante boa parte da disputa e também contou com a volta de Otávio. Logo após um 20-19, Lucarelli mostrou categoria ao marcar 21-19. A diferença foi mantida até um 23-41. Um 24-21 virou um 23-24, mas acabou resolvido por um ataque de Wallace, fazendo 25-23.

O quarto set começou bem equilibrado e ponto a ponto. Todavia, depois de um 10-10, o Sesc abriu quatro pontos de vantagem em um 14-10 e o Taubaté novamente não conseguiu acompanhar. Esboçou reação em um 18-23, antes de perder por 19-25.

As equipes

As equipes

O Taubaté ainda não contou com o sérvio Marko Ivovic, que voltando de contusão, ficou novamente no banco. O técnico Daniel Castellani manteve a formação com: Rapha, Solé, Lucarelli, Dante, Otávio, Wallace e Thales. Começaram no banco: Ruiz, Paulo Renan, Renan, Rafael, Madalóz, Ivovic e o líbero Matheus.

O Sesc, do técnico Giovane Gávio, entrou com: Thiaguinho, Maurício Souza, Maurício Borges, João Rafael, Thiago Barth, PV e Tiago Brendle. Começaram no banco: Everaldo, Japa, Juninho, Alê, Renan. Levi e Renato.

A dupla de arbitragem: Felipe Antônio Santos da Silva e Sérgio Cantini.

Na foto (Reprodução/Superliga), o Taubaté comemorando ponto contra o Sesc.

Comments

comments