Taubaté Vôlei quebra a invencibilidade do Cruzeiro

No grande clássico brasileiro do vôlei masculino, o Taubaté venceu o até então invicto Cruzeiro, em partida antecipada pela Superliga. Na noite desta quarta-feira, no ginásio do Abaeté, um merecido placar de 3 a 2.

O Cruzeiro, com o seu jogo de saque forte e tendo Leal como destaque no fundamento, controlou as ações no primeiro set. Com vantagens parciais de 15-11, 21-16 e 23-19, fechou o placar em 25/21.

Reagindo no segundo set, o Taubaté superou desvantagens de 6-7 e 9-11, virando a contagem com um 13-12. Sustentando o ritmo, não se atrapalhou quando o adversário fez um 20-19. Revirando para um 21-20, foi a um 23-22 e com Lucarelli no saque, mas não aproveitou. O time mineiro teve a chance em um 24-23 e também deixou passar. A equipe da casa ficou novamente na frente e depois de um 25-24, ganhou o set em um bloqueio de Dante, fazendo 26/24.

Aproveitando o bom momento, o Taubaté começou o terceiro set na frente e ficou bem encaminhado em um 10-7. A vantagem de 19-15 deixou a torcida ainda mais empolgada, mas o Cruzeiro reagiu e chegou a virar em um 20-19.

Nos pontos finais, o Taubaté correu riscos em duas oportuinidade, com 23-24 e 24-25. Todavia, depois de uma revirada para 27-26, o time da casa fechou o set. Rapha sacou e o líbero cruzeirense Serginho não conseguiu defender, estabelendo um 28/26.

Correndo o risco de perder o jogo e sem levar um único ponto, o Cruzeiro começou o quarto set em um ritmo mais intenso. Com um 13-10, foi conduzindo o placar até o time da casa reagir e encostar em um 21-22. Mas surgiu uma jogada na qual os taubateanos reclamaram da arbitragem e perderam a concentração, ficando o time cruzeirense com um 24-21.

Sem desanimar e com Otávio no saque, o Taubaté foi buscar um 24-24. Todavia, o central taubateano errou ao recolocar a bola em jogo e um ataque de Leal fechou para os cruzeirenses, por 26/24.

O empate por 2 a 2 levou a partida para o tie-break. De forma impressionante, o Taubaté foi construindo uma vantagem ampla e inesperada para um encontro tão equilíbrio. E com um 8-2, não deixou a vitória escapar. Passou por um 11-3, também um 13-5 e depois de um 14-6, festejou o 15/16 quando o cruzeirense Rodriguinho mandou para fora.

“Ganhar é muito bom. Mas ganhar de um time com a qualidade do nível do Sada Cruzeiro, é bem melhor”, disse Lucarelli, escolhido para o troféu Viva Vôlei, eleito o melhor em quadra pelos votos que vieram das redes sociais.

O torcedor taubateano não ficará muito tempo esperando pela próxima partida no ginásio do Abaeté. No domingo, às 13h, o time receberá o gaúcho Canoas. Com a vitória, o Taubaté passou a ter oito pontos de 12 disputados. O Cruzeiro, com um jogo a mais, tem 12 em cinco.

Os times

Os times

O Taubaté, do técnico Daniel Castellani, entrou com a formação que vinha atuando: Rapha, Solé, Lucarelli, Dante, Otávio, Wallace e o líbero Thales. Começaram no banco: Marko Ivovic, Ruiz, Nícolas, Paulo Renan, Madaloz, Renan e o líbero Matheus.

O Cruzeiro, do técnico Marcelo Mendez, entrou com: Uriarte, Símon, Leal, Filipe, Isac, Evandro e o líbero Serginho. Começaram no banco: Pablo, Alemão, Éder Levi, Robert, Lukinhas, Rodriguinho e Cachopa.

A dupla de arbitragem contou com: Rafael de Souza Lima e Edvaldo Vitor.

Na foto (de Rafinha Oliveira/EMS Funvic Taubaté), Lucarelli ataca um bloqueio duplo cruzeirense, observado por Dante e Thales.

Comments

comments