Times de futsal da região fecham fase sem vencer

Na última rodada da primeira fase da Copa Paulista, os três times da região ficaram sem vitória, mas também sem prejuízo. O Taubaté, que já havia assegurado o primeiro lugar do Grupo A, perdeu em casa para o Barueri. O Yoka, que podia empatar em Guaratinguetá para terminar na liderança do Grupo B, ficou no 2 a 2 com o Dracena. E São José, que ainda precisava confirmar a vaga, conseguiu apesar de uma derrota por 5 a 2 em Indaiatuba. A tabela das quartas de final deve surgir até o final semana.

Nos outros três jogos, a Intelli ficou com a terceira posição do Grupo A fazendo 4 a 2 como visitante do Pulo do Gato de Campinas. No jogo dos dois eliminados, o Hortolândia venceu como visitante do Bauru, por 3 a 2. Pelo Grupo B, o Uniara de Araraquara poderia tomar a quarta do São José, mas perdeu por 5 a 2 na visita ao Mogi das Cruzes.

Os resultados determinaram a classificação final e consequentemente, o cruzamento do mata-mata das quartas de final. O destaque foi a confirmação do confronto regional entre o Taubaté e o São José (o primeiro do Grupo contra o quarto do B). O Yoka de Guará enfrentará o Pulo do Gato (o primeiro do B contra o quarto do A). O Barueri enfrentará o Mogi das Cruzes (o segundo do A contra o terceiro do B) e o Dracena jogará contra a Intelli (segundo do B contra o terceiro do A).

O Taubaté, recebendo o Barueri no ginásio Vila Aparecida, abriu 2 a 0 com gols de Fabrício, aos 5min38s e 16min36s. O time visitante começou a reagir ainda no primeiro tempo, com Juninho, aos 17min29s.

Na etapa final, o Taubaté começou a perder os 100% de aproveitamento quando Fernandinho empatou, aos 15min10s. E depois, também a invencibilidade, quando Juninho voltou a marcar, virando para 3 a 2, aos 17min50s.

No ginásio do Iguará, onde o líder Yoka tinha a vantagem de um empate em casa no confronto direto contra o vice-líder Dracena, o time de Guaratinguetá esteve próximo da vitória.

Com Tuiú, o Yoka abriu o placar, a 1min12s e Rafael Martins empatou ainda no primeiro tempo, aos 17min12s. No segundo tempo, Vitinho recolocou os locais em vantagem, aos 11min34s, mas novamente Rafael Martins, aos 18min51s, igualou a contagem.

Com sufoco

Em Indaituba, o São José perdeu e foi favorecido pela derrota do Uniara de Araraquara para o Mogi das Cruzes. Sobre a partida, confira o material enviado por Brenno Domingues, da assessoria de Imprensa do time joseense.

A equipe de Indaiatuba propôs um jogo de velocidade desde o começo, aproveitando seu elenco jovem para ganhar quadra e ficar na ofensiva. Por conta disso o São José se fechou no contra ataque e valorizava a posse de bola toda vez que tinha a mesma dominada.

Com poucos minutos de jogo a partida já estava quente no ginásio de Indaiatuba, com duas equipes brigando muito por cada bola, sempre em busca de chegar à meta adversária. Foi assim que o time da casa chegou ao primeiro (aos 4min17s): em jogada individual, Igor carregou pela ala e finalizou forte, tirando do goleiro Alê.

A resposta veio alguns minutos depois (6min38s). Mamute roubou uma bola no meio, carregou e achou Paulinho Japonês na entrada da área, que teve calma e finalizou no canto, na saída do goleiro para deixar tudo igual. Agora melhor no jogo, o São José comandava o ataque, contando com sua defesa equilibrada para subir com tranquilidade. Paulinho, Butina e Cesinha tiveram boas oportunidades, todas defendidas pelo goleiro.

Quando os visitantes estavam melhores foi que o Indaiatuba chegou ao segundo (8min49s). Em cobrança de escanteio rápida, Igor bateu para a defesa de Alê. No rebote o próprio Igor fez o gol, para protesto da equipe de São José dos Campos, que alegava que não havia sido escanteio no lance.

A volta do intervalo se mostrou igual a da primeira etapa: a equipe de Indaiatuba se mantinha com a posse da bola e tentava ir a frente com rápidos toques de bola e muita movimentação. Por sua vez o São José iniciou o segundo tempo buscando o contra ataque para diminuir o placar.

No entanto foi o Indaiatuba que fez o dele (o terceiro de Igor, aos 3min51s), deixando o placar em 3×1. A equipe da casa se aproveitou do ímpeto do gol para se lançar a frente, procurando seu gol para diminuir o placar pois a equipe precisava de mais gols para ultrapassar a própria equipe do São José na tabela de classificação. Foi assim que o Indaiatuba chegou ao 5×1 (Xisto, aos 16min09s e Claudinho, aos 17min46s), precisando de somente mais um gol para ultrapassar o time de São José dos Campos.

Assim foi um ataque contra defesa até o fim, com os dois times tentando chegar ao gol de todo jeito. Os joseenses seguraram muito bem na defesa e tiveram diversas oportunidades de diminuir o placar até que Butina, a três segundos do final (19min57s), matou o jogo deixando tudo em 5×2.

Na foto (de Jonas Barbetta/Top10 Comunicação), Fabrício, que fez os gols do Taubaté, procurando o ataque contra o Barueri.

Comments

comments