São José Basquete avança no projeto da volta

O time principal masculino do São José Baketball deve ser reativado ainda no final deste ano e voltar no campeonato da divisão de acesso ao NBB. O clube vem avançando no processo de inscrição da Liga Ouro.

Sem dinheiro para investir em times competitivos que preservariam o alto nível atingido em temporadas anteriores, o São José preferiu parar e esperar um momento oportuno para voltar. Durante quase dois anos, vem trabalhando apenas com as categorias de base, que de vez em quando perdem promessas levadas por concorrentes em atividade.

Novamente diretor executivo da administradora do time, a Organização Social São José Desportivo, Dalvi Rosa Moreira quer a volta ao caminho das grandes competições. Mesmo destacando que as condições do momento não são as mesmas, porque a equipe saiu da vitrine do NBB, o dirigente negocia com empresas da cidade, buscando patrocinadores.

Dentro dos prazos estabelecidos, Dalvi deixou o São José pré-inscrito para a Liga Ouro, um campeonato previsto para o primeiro semestre do ano que vem e de acesso ao Novo Basquete Brasil (NBB) da temporada 2018/2019, a partir de agosto.

Além do São José, outros 13 times também manifestaram a intenção de disputar a Liga Ouro: ABA Anápolis (GO), APAB Blumenau (SC), A. D. Brusque (SC), Basquete DF (DF), Brasília Basquete (DF), Cerrado Basquete (DF), Curitiba Basquetebol/São José dos Pinhais (PR), Associação Pé Vermelho de Esportes,  Londrina (PR), Associação Macaé de Basquete (RJ), Basquete Osasco (SP), Rio Claro Basquete (SP), Sport Club Corinthians Paulista (SP) e Unifacisa Paraíba (PB).

Na primeira etapa do processo de inscrição, os participantes tinham até o dia 1 de dezembro para comprovar estrutura financeira. E como o prazo foi ampliado para o dia 8,  próxima sexta-feira, o São José pôde colocar o seu plano em prática.

Na segunda-feira, foram confirmados os valores destinados a cada integrante do projeto Fadenp, o Fundo de Apoio ao Esporte Não Profissional, da Prefeitura. Como previsto, em 2018, o basquete masculino joseense receberá pouco mais de R$ 600 mil, exatamente R$ 602,200,00.

Estimando que conseguirá os outros R$ 400 mil com os prováveis patrocinadores, Dalvi Moreira já enviou carta à organização da Liga Ouro garantindo que o São José terá um orçamento anual de, no mínimo, R$ 1 milhão.

Próxima etapa

Na segunda etapa da pré-inscrição, a comissão organizadora da Liga Ouro fará vistorias durante a próxima semana. Em São José dos Campos, certamente aprovará o ginásio Lineu de Moura, da Associação Esportiva São José e muitas partidas do time joseense pelo NBB e outras competições.

Depois das vistorias, é provável que no dia 15, sexta-feira da próxima semana, seja divulgada a lista dos times habilitados para o campeonato. E dependendo da quantidade de aprovados, será discutida a fórmula de disputa da competição.

Na foto (de Claudio Capucho/PMSJC), lance de um antigo jogo do São José no ginásio Lineu de Moura.

Comments

comments